Moro e Bolsonaro em guerra

CURITIBA, PR – 10.05.2019: BOLSONARO EM CURITIBA – O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL) e o ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro participam do início do funcionamento do Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública da Região Sul (CIISP-Sul), estrutura inaugurada em dezembro do passado no Palácio Iguaçu em Curitiba, PR. (Foto: Rodolfo Buhrer / La Imagem/Fotoarena/Folhapress) ORG XMIT: 1729515

Moro e Bolsonaro estão realmente em guerra?

As palavras e situações indicam uma guerra fria, uma guerra não declarada.

Eu vou torcer pela guerra e você?

O Attuch no twitter fez uma cronologia interessante expondo os fatos que parecem indicar o conflito.

Antes, porém é bom ficarmos com as duas orelhas em pé.

Podem estar escondendo ou tentando esconder alguma maracutaia.

Vejam a cronologia do Attuch:

“Sergio Moro e Jair Bolsonaro estão em guerra. Uma guerra fria, não declarada, mas que só terá um vencedor ou, talvez, dois perdedores. Na sexta-feira, comandada por Moro, a Polícia Federal indicia o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, pelo laranjal do PSL.”

“No mesmo dia, começa a circular a revista Veja, com Moro na capa, em que ele afirma que não disputará eleições e que Jair Bolsonaro é seu candidato a presidente em 2022. Ou seja: Moro vestiu óculos escuros para ver se enganava Bolsonaro.”

“Como Bolsonaro pode ser tudo, menos idiota, na sexta-feira ele convocou o chefe da PF, Maurício Valeixo, para uma reunião fora da agenda, segundo informa neste domingo o jornal O Globo. Disse que “falaram sobre tudo”. Horas depois, a propaganda do pacote anticrime foi suspensa.”

“Como Moro apenas finge amor por Bolsonaro, a Folha de S. Paulo amanhece neste domingo com uma manchete em que um ex-assessor do PSL envolve o próprio presidente no laranjal do PSL. De onde vem o documento? Da PF, subordinada a Moro.”

“E o que faz Bolsonaro? Dá entrevista ao Estado de S. Paulo em que blinda o ministro do Turismo e declara amor verdadeiro a Rodrigo Maia. E o que faz Maia, por sua vez? Diz que Moro é uma ameaça permanente às instituições democráticas, em entrevista ao UOL.”

Os acontecimentos parecem indicar uma guerra fria.

Mas, por que Bolsonaro simplesmente não demite Moro?

Talvez porque Moro, mesmo em queda livre, ainda é uma espécie de seguro político ao governo federal.

Bolsonaro tem a caneta.

Moro tem a Globo…

Precisamos também enxergar, existe uma campanha da Globo para salvar o Moro…

A Globo, talvez, esteja construindo pouco a pouco a chapa Huck e Moro para 2022.

Façam suas apostas.

Por José Gilbert Arruda Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *