Argentina: Alberto Fernández aumenta salários para aquecer economia

O governo peronista da Argentina decretou, na última sexta-feira (3), um reajuste salarial de 4.000 pesos (o equivalente a cerca de R$ 270) para os trabalhadores do setor privado, uma promessa de campanha para iniciar a recuperação do poder aquisitivo e aquecer a economia do país devastada pelo ex-presidente neoliberal Maurício Macri.

“Os 4.000 [pesos] são um reajuste salarial, não um bônus, nem um pagamento extraordinário”, disse em entrevista à imprensa o ministro do Trabalho, Claudio Moroni.

Os trabalhadores do setor público também terão aumento salarial que será anunciado ainda neste mês, acrescentou Moroni.

Sobre o reajuste para o setor privado, o ministro destacou que o “aumento será igual e uniforme para todas as escalas”.

FONTE:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *